segunda-feira, 13 de março de 2017

[Análise] Fevereiro 2017


Boletim Fevereiro de 2017 dos produtos que compõe a cesta básica

Os produtos com maior variação de preço, em ordem decrescente, foram: 
1) Feijão com 144% de variação (preço mínimo de R$ 3,69 e máximo de R$ 8,99);
2) Banana com 136% de variação (preço mínimo de R$ 0,25 e máximo de R$ 0,59);
3) Margarina com 119% de variação (preço mínimo de R$ 1,35 e máximo de R$ 2,39);
4) Tomate com 105% de variação (preço mínimo de R$ 1,90 e máximo de R$ 3,90).

Os produtos com menor variação de preço, em ordem crescente, foram: 
1) Pão com 9% de variação (preço mínimo de R$ 6,99 e máximo de R$ 7,50);
2) Carne com 32% de variação (preço mínimo de R$ 19,90 e máximo de R$ 26,20);
3) Óleo com 33% de variação (preço mínimo de R$ 4,50 e máximo de R$ 5,99);
4) Açúcar com 41% de variação (preço mínimo de R$ 2,40 e máximo de R$ 3,39).

Gráfico com as variações dos preços mínimos para o máximo de cada produto: 
 

A tabela abaixo apresenta a comparação entre o índice de preço de cada mês e os preços mínimo, médio e máximo da cesta básica entre os meses de Janeiro de 2017 e Fevereiro de 2017: 

MÊS

MÍNIMO

MÉDIO

MÁXIMO
ÍNDICE DE PREÇO

JANEIRO

259,48


334,19

438,11

124,96

FEVEREIRO


255,72

326,70

412,13

122,16
*O índice de preços ao consumidor é uma medida do preço médio necessário para comparar bens de consumo e serviços. O índice é usado para observar tendências de inflação. A variação percentual do preço num determinado período é uma das medidas da inflação. Com isso pode-se observar que os preços diminuíram neste mês de fevereiro.

A tabela abaixo apresenta a variação percentual do valor mínimo para o valor máximo da cesta básica dos meses de JANEIRO de 2017 e FEVEREIRO de 2017:
MÊS
VARIAÇÃO
JANEIRO
69%
FEVEREIRO
61%
Enquanto no mês de Janeiro de 2017 a variação do valor da cesta com menor preço e a cesta com maior preço foi de 69%, em Fevereiro de 2017 essa variação foi de 61%. Essa diminuição se deu em função da queda tanto no preço da cesta com menor valor (de 259,48 em Janeiro para 255,72 em Fevereiro) como também no preço da cesta com maior valor (de 438,1 em Janeiro para 412,13 em Fevereiro).

A tabela abaixo mostra o salário real de cada mês apresentando se houve aumento ou diminuição no poder de compra das pessoas:

MÊS

SALÁRIO REAL

JANEIRO

749,83

FEVEREIRO

767,02
*O salário real varia com o aumento do salário nominal e a taxa de inflação. Quando o salário nominal aumenta e não há aumento de preço, o salário real aumenta também, porque se o trabalhador recebe mais pelo seu trabalho (salário nominal), tem maior poder de compra para adquirir bens e serviços (salário real). Dado isso, o poder de compra da população patoense aumentou neste mês de fevereiro.
Preços mínimos, médios e máximos dos produtos da cesta básica
Produto
Qnt.
Minimo
Medio
Máximo
Leite
6
3.31
4.69
6.29
Feijão
4,5
3.69
5.81
8.99
Arroz
3,6
2.75
3.28
4.49
Farinha
3
4.5
5.42
7.99
Café
1
3.85
5.00
5.99
Açucar
3
2.4
2.81
3.39
Óleo
1
4.5
4.93
5.99
Carne
4,5
19.9
23.77
26.2
Banana
90
0.25
0.43
0.59
Pão
6
6.9
7.07
7.5
Tomate
12
1.9
2.68
3.9
Margarina
3
1.35
1.92
2.95
Tabela contendo os produtos com os preços mais baratos e seus respectivos locais:

PRODUTO
MENOR PREÇO (R$)
LOCAL
Arroz (kg)
2,75
Supermercado Comprão
Óleo de soja (900ml)
4,50
Supermercado Silva
Margarina (250g)
1,35
Supermercado S. Francisco e Supermercado Nova Vida
Feijão (kg)
3,69
Supermercado Bonanza
Tomate (kg)
1,90
Supermercado Costa
Carne (kg)
19,90
Supermercado Costa
Banana (unid)
0,25
Supermercado Bonanza
Açúcar (kg)
2,40
Supermercado Comprão
Leite integral
3,31
Supermercado Super Forte
Pão
6,99
Supermercado Bonanza
Café em Pó (250g)
3,85
Supermercado S. Francisco e Supermercado Nova Vida
Farinha
4,50
Supermercados: Almeida, Santo Antônio e Guanabara.

0 comentários:

Postar um comentário